Parto Domiciliar É Seguro?

Crédito: Janaína Cunha

“Pra que ficar em casa se no hospital tem um monte de tecnologia e estrutura?”. 

Você já pensou ou ouviu isso? É uma das frases mais comuns quando o assunto é parto domiciliar, então vamos começar esclarecendo que Parto Domiciliar Planejado (PDP) não é parir em casa sem assistência, ok?

É fato que quase todos os partos no Brasil acontecem em ambiente hospitalar, mas isso não significa que parir em casa não seja seguro. Em países como Inglaterra, Canadá, Austrália e Holanda, onde partos domiciliares são comuns, todo o sistema obstétrico é preparado e as gestantes de risco habitual são atendidas por parteiras profissionais, as chamadas “midwives” – equivalentes às Obstetrizes e Enfermeiras(os) Obstetras aqui no Brasil. 

Ao contrário do que muito gente acredita, parir em casa não é mais arriscado que no hospital, isso porque existe uma lista de critérios que precisam ser atendidos pela gestante, além de serem assistidas por parteiras(os) profissionais e estarem próximas a um hospital de referência para possíveis transferências. 

Equipes de PDP não assumem riscos desnecessários, portanto uma transferência é feita a qualquer alteração nas condições da gestante ou do bebê, que muitas vezes continuam o processo do parto normal no hospital.  

E qual é o melhor lugar para parir? Aquele que você se sentir segura. Caso o PDP seja uma opção para você, esses são alguns dos critérios de elegibilidade recomendados pelos Conselhos Regionais de Enfermagem (Corens – regulamentam a atuação de Obstetrizes e Enfermeiras(os) Obstetras):

  • Gestantes com pré-natal de risco habitual;
  • Resultados de todos os exames realizados dentro dos padrões de normalidade;
  • Gestação única, bebê cefálico, a termo (entre 37 e 42 semanas);
  • Ausência de intercorrências clínicas e obstétricas.

Assim como todas as decisões sobre seu corpo e seu parto, a escolha pelo local deve ser baseada no seu desejo, mas para isso você precisa de informação de qualidade.

Converse com equipes de parto domiciliar e doulas, e se essa for a sua escolha, estude, se informe e se prepare para viver essa experiência.

Conheça o Universo do Parto Humanizado

Depoimentos

Giovana: Mãe da Bianca

A Mari foi indicada pela minha ginecologista quando eu disse que queríamos ter um bebê. Comecei a fazer pilates com ela antes mesmo de engravidar.

Depoimentos

Jennifer: Mãe do Akira e da Helena

Quando conheci a Mari na minha primeira rodas de gestantes, já sabia que ela ia ser a minha doula. Não só pela confiança que me

Quer saber mais sobre Parto Humanizado?

Entre em contato conosco

Enviar Mensagem
Olá, envie sua mensagem. Responderemos assim que possível. Agradecemos desde já. Obrigada.