Baixo Ganho de Peso

Vamos começar do começo: o que é baixo ganho de peso afinal? ⠀

Aqui no Brasil, seguimos as recomendações e as curvas de crescimento médio fornecidas pela Organização Mundial da Saúde. Procura no Google “caderneta da criança SUS” e dá uma olhada. ⠀

Essas curvas avaliam peso e comprimento e perímetro cefálico de acordo com o sexo e idade da criança, e mostram se o desenvolvimento está na média, acima ou abaixo dela. ⠀

Espera-se que um bebê que nasceu a termo (>38 semanas) e esteja em aleitamento materno exclusivo engorde de 18 a 30 gramas/dia, tendo acumulado pelo menos 500 gramas no primeiro mês. Caso isso não aconteça, a orientação é que o pediatra observe a técnica de amamentação. ⠀

Lembra que NÃO EXISTE LEITE FRACO certo? Mas se a pega estiver incorreta, talvez o bebê não consiga mamar a quantidade adequada. A pega incorreta pode ser apenas uma questão de ajuste, mas também pode ter relação com a língua de bebê. Sabia que alterações no “freio” embaixo da língua podem atrapalhar? ⠀

Além disso, um profissional que apoia, promove e protege a amamentação vai investigar o contexto geral: sinais de desenvolvimento, frequência de xixi, sinais de desnutrição e desidratação, possibilidade de alergias, etc. ⠀

Se estiver tudo ok, corrigir a pega, permitir que o bebê mame em livre demanda, garantir o esvaziamento das mamas para aumentar a produção e tirar qualquer bico artificial são os primeiros passos, que podem evitar a introdução de complementos sem necessidade e o desmame precoce. ⠀

A baixa produção de leite (hipogalactia) é rara, mas também precisa ser investigada. Além disso, muitas mulheres duvidam do próprio corpo quando seus filhos são diferentes daquela imagem padrão de bebê gordinho cheio de dobrinhas. Cada bebê é único. ⠀

Não existe receita pronta, existe busca por informações e profissionais comprometidos com a amamentação.